quarta-feira, 27 de junho de 2012

PARAGUAI SERÁ SUSPENSO DO MERCOSUL E DA UNASUL



O Brasil e as demais nações da América do Sul decidiram suspender o Paraguai do Mercosul (Mercado Comum do Sul) e da Unasul (União de Nações Sul-Americanas) até as eleições presidenciais previstas para abril do ano que vem.
A ideia, costurada neste fim de semana, é uma resposta ao impeachment-relâmpago do presidente Fernando Lugo ocorrido na sexta-feira (22). Os vizinhos querem desencorajar processos semelhantes em outros parceiros da região.
O encontro que decidirá o destino imediato do Paraguai está marcado para a próxima sexta, durante reunião do Mercosul, na Argentina. O Paraguai deve ficar de fora, embora seu novo chanceler já tenha dito que quer ir e explicar a crise em seu país.
 Não se sabe quais efeitos do isolamento paraguaio do Mercosul e da Unasul, mas espera-se que a suspensão pressione o atual governo.

terça-feira, 26 de junho de 2012

PRESIDENTE DEPOSTO DO PARAGUAI DESISTE DE IR À CÚPULA DO MERCOSUL


O presidente destituído do Paraguai, Fernando Lugo, disse nesta terça-feira (26) que desistiu de participar, na próxima sexta, da Cúpula do Mercosul da qual o Paraguai foi excluído após seu impeachment.
"Não quero que minha presença influa no que meus companheiros vão deliberar", disse Lugo à Radio 10, de Buenos Aires. Ele confirmou as informações à agência argentina Telám.
Lugo afirmou que vai acompanhar "atentamente" as decisões da reunião em Mendoza.
O presidente deposto afirmou que espera que o Mercosul "diga algo" sobre o que ocorreu no Paraguai.
Ele disse que, se alguma coisa parecida ocorresse em outro país do bloco, ele próprio teria votado pela expulsão.
Mais cedo, em entrevista à agência Reuters, Lugo disse que considera "um milagre" voltar ao poder.
 Federico Franco assumiu o governo do Paraguai na sexta-feira (22), após o impeachment de Fernando Lugo. O processo contra Lugo foi iniciado por conta do conflito agrário que terminou com 17 mortos no interior do país.
A oposição acusou Lugo de ter agido mal no caso e de estar governando de maneira "imprópria, negligente e irresponsável".

segunda-feira, 25 de junho de 2012

ORVALHO



O orvalho, sereno ou rocio é um fenômeno físico no qual a umidade do ar precipita por condensação na forma de gotas, pela diminuição brusca da temperatura ou em contato com superfícies frias. É o processo contrário ao da evaporação. Com uma queda de temperatura no ambiente, ocorre uma condensação do excesso de vapor de água.
A formação do sereno é muito comum nas noites de tempo tranqüilo e calmo, quando a temperatura baixa do solo afeta o ar, fazendo o vapor atingir o ponto de saturação.


FOTÓGRAFO CAPTURA GOTAS DE ORVALHO COBRINDO MOSCA

O fotógrafo amador Nicolas Reusens conseguiu capturar o momento em que uma mosca fica totalmente coberta por gotículas de orvalho.
Reusens fez a imagem no jardim de sua casa, em Madri, na Espanha. O fotógrafo de 36 anos usou lentes macro para capturar imagens ampliadas do inseto.
'Precisei de cerca de oito minutos para conseguir esta foto, as condições estavam perfeitas e eu tinha que capturar (a imagem) bem ali e naquele momento', afirmou o fotógrafo.
Reusens conta que a mosca parecia quase congelada sob o orvalho, 'mas, depois que o orvalho evaporou, ela parecia bem e saiu zunindo sem problemas'.

sexta-feira, 22 de junho de 2012


AURORA BOREAL
video

quinta-feira, 21 de junho de 2012

PLACAS TECTÔNICAS
video

quarta-feira, 20 de junho de 2012


Torre japonesa tem 634 metros


A Sky Tree é a segunda maior torre estrutura já criada pelo homem. Só perde para o Burj Khalifa, o maior arranha-céu, que fica em Dubai. A torre japonesa é quase duas vezes maior do que a Torre Eiffel, em Paris, e quase 16 vezes o tamanho do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.
Criada para bater recordes, ela está a caminho de se tornar o monumento mais visitado do planeta. Somente nas primeiras duas semanas, mais de um milhão de pessoas subiram na torre ou visitaram as outras atrações do complexo, como o aquário.
Para comemorar o feito, os restaurantes em volta da torre preparam cardápios especiais. Tem até hambúrguer em forma de torre.

terça-feira, 19 de junho de 2012




O Grupo dos 20 (ou G20) é um grupo formado pelos ministros de finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia. Foi criado em 1999, após as sucessivas crises financeiras da década de 1990. Visa favorecer a negociação internacional, integrando o princípio de um diálogo ampliado, levando em conta o peso econômico crescente de alguns países, que,juntos, representam 90% do PIB mundial, 80% do comércio mundial (incluindo o comércio intra-UE) e dois terços da população mundial. O peso econômico e a representatividade do G-20 conferem-lhe significativa influência sobre a gestão do sistema financeiro e da economia global.
O G-20 estuda, analisa e promove a discussão entre os países mais ricos e os emergentes sobre questões políticas relacionadas com a promoção da estabilidade financeira internacional e encaminha as questões que estão além das responsabilidades individual de qualquer organização.
Com o crescimento da importância do G-20 a partir da reunião de 2008, em Washington, e diante da crise econômica mundial, os líderes participantes anunciaram, em 25 de setembro de 2009, que o G-20 seria o novo conselho internacional permanente de cooperação econômica, eclipsando o G8, constituído pelas oito economias mais ricas.
Caixa do FMI está mais rico com dinheiro dos ‘menos ricos’

O caixa do Fundo Monetário está mais forte com os US$ 456 bilhões arrecadados dos países do G20. A contribuição mais inusitada veio dos Brics, o Brasil sendo o “B” da sigla, composta ainda por Rússia, Índia, China e África do Sul. Juntos, eles contribuíram com U$ 83 bilhões.
No ranking das maiores economias do mundo em 2011, o Brasil conseguiu ultrapassar a Inglaterra, chegando ao sexto lugar. China é a segunda, Rússia a nona e Índia tem o décimo maior PIB do planeta.
O interessante da ajuda que o FMI recebe agora dos emergentes está, não só na demonstração de estabilidade econômica dos Brics, mas na revelação da fragilidade institucional, social e financeira dos “mais ricos”, principalmente os países da Europa.
Pelo Índice de Desenvolvimento Humano da ONU de 2011, ainda somos devedores, não da banca internacional, mas da sociedade brasileira. Mesmo tendo melhorado nos últimos anos ocupamos o 84o lugar. Rússia está melhor, na 66a posição. A China, pior que nós, em 101o lugar; e a Índia no 134o lugar do IDH.
Emocionalmente, ver o caixa do FMI reforçado pelo dinheiro dos Brics para salvar os países europeus, pode sim estufar o peito dos brasileiros. Mas que seja rápido e não ofusque a visão sobre as outras estatísticas que ainda nos mantém distantes de uma realidade superior.

SIGA E DIVULGUE ESSA IDÉIA.
O MEIO AMBIENTE AGRADECE!

http://xixinobanho.org.br/

segunda-feira, 18 de junho de 2012

FIQUE POR DENTRO


RIO + 20


ONU: documento da Rio+20 deverá
ficar pronto nesta segunda-feira.



O diretor da divisão de Desenvolvimento Sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas), Nikhil Seth, informou que o documento final que será entregue aos chefes de Estado deverá ficar pronto até o fim desta segunda-feira (18). Segundo ele, os grandes impasses do texto, como os itens PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) e meios de implementação (financiamento, capacitação e transferência de tecnologia verde), já foram resolvidos entre os grupos de negociadores da Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável).
— Não há consideração para a possibilidade de falta de acordo. Temos a experiência ao longo da história da ONU (Organização das Nações Unidas) de que os acordos são alcançados mais para o final. Quando as grandes questões são resolvidas, fica mais fácil resolver as menores.
Seth disse ainda que todos os negociadores estão satisfeitos com o texto e que isso tem refletido um sentimento otimista entre os países.
— Todos estão satisfeitos. O fato de termos um texto que nos dá uma direção, já é uma boa. O otimismo era cauteloso no início, mas agora está mais fortalecido.
Seth afirmou também que a ONU confia que o documento final irá trazer aspectos importantes para todos.
— Acreditamos que o texto vai representar várias áreas que vão abordar aspectos importantes para o desenvolvimento sustentável. Esperamos chegar a um texto bom para todos.

http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/onu-descarta-falta-de-acordo-no-documento-final-da-rio-20-20120618.html