sexta-feira, 11 de julho de 2008

ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO ESTADO DA BAHIA




O relevo do estado da Bahia é caracterizado pela presença de planícies, planaltos, e depressões. Os planaltos ocupam quase todo o estado, apresentando uma série de patamares, por onde cruzam rios vindos da Chapada Diamantina, da serra do Espinhaço, que nasce no centro de Minas Gerais, indo até o norte do estado. As planícies estão situadas na região litorânea, onde a altitude não ultrapassa os 200 metros. Ali, surgem praias, dunas e até pântanos.

O clima tropical predomina em toda a Bahia, apresentando distinções apenas quanto aos índices de precipitação em cada uma das diferentes regiões. Três tipos climáticos se observam na Bahia: o clima quente e úmido sem estação seca, caracterizando o litoral, o clima quente e úmido com estação seca de inverno, caracterizando todo o interior, com exceção da parte norte e do vale do São Francisco, e o clima semi-árido, encontrado no norte do estado e no Vale do São Francisco.

Possui três tipos variados de vegetação, sendo a caatinga predominante sobre a floresta tropical úmida e o cerrado. A caatinga se localiza em toda a região norte, na área da depressão do São Francisco, e na serra do Espinhaço, deixando para o cerrado apenas a parte ocidental, e para a floresta tropical úmida, o sudeste. Perto de 64% do território baiano constitui-se de caatingas, 16% de cerrados, 18% de florestas e 2% de campos. As florestas ocorrem na fachada litorânea. A principal área de ocorrência de cerrados é o Planalto Ocidental, mas pequenas manchas surgem em meio às áreas de caatinga. Os campos aparecem também no Planalto Ocidental, formando uma estreita mancha disposta em sentido Norte - Sul. As caatingas revestem todo o resto do estado, isto é, a maior parte de seu interior. Todos esses tipos de vegetação encontram-se hoje bastante modificados por interferência do homem, embora existam dezenas de reservas ecológicas que garantem a preservação de todas as espécies.

O principal rio é o São Francisco, que corta o estado na direção sul-norte. Com importância sinônima, os rios Paraguaçu, o maior rio genuinamente baiano, e o de Contas, que somam-se aos rios Jequitinhonha, Itapicuru, Capivari, Rio Grande, entre outros. O solo da Bahia é rico em águas, em todas as suas regiões, mesmo na semi-árida, onde existem importantes fontes termais. Os rios da Bahia pertencem a dois grupos: o primeiro é integrado pelo Rio São Francisco e seus afluentes, destacando-se os da margem esquerda que nascem no Planalto Ocidental (Carinhanha, Correntes, Grande e seu afluente Preto). O segundo grupo compreende os rios que correm diretamente para o Oceano Atlântico (Mucuri, Jequitinhonha, Pardo, Contas, Paraguaçu, Itapicuru, Real e Vaza-Barris). Os dois grupos incluem, na região semi-árida, rios de origem intermitente. É o estado brasileiro com o maior litoral. Possuindo famosas e belas praias, como a praia de Itapuã, diversas vezes homenageada em músicas e poesias.

FONTE: http://www.totaltrade.com.br
http://pt.wikipedia.org/wiki/Geografia_da_Bahia

3 comentários:

sidney2007 disse...

oi pro denise sou sidney aluno da senhora de tarde do armandina marques adorei muito nosso primeiro dia de aula ta pro e feliz dia das milheres pra senhora bjs e boa noite...[SPS]

Marimar disse...

Profª adorei o blog muito interessante...
ele miim ajudou bastante .!!
Beijos Marimar sua aluna do Armandina - 6ª série - Sala 04

russot disse...

profº preciso de exercicios sobre a geografia da bahia aspéctos politicos,fisicos,economicos,sociais e culturais.me ajuda? sandrotdf@hotmail.com