sábado, 4 de setembro de 2010

A OCUPAÇÃO DO SUDESTE

A decadência da economia do açúcar no Nordeste e a descoberta de ouro e pedras preciosas em áreas do atual estado de Minas Gerais, em meados do século XVII, fizeram com que muitas pessoas se dirigissem ao Sudeste.
Com a exploração do ouro, o centro político e econômico do Brasil foi deslocado de Salvador, para a cidade do Rio de Janeiro.
Na segunda metade do século XVIII, a produção aurífera já estava em decadência e boa parte da população da área mineira migrou em direção aos atuais estados de São Paulo e Rio de Janeiro, em busca de terras férteis para a agricultura. Nessa época, o cultivo do café começava a despontar na região.
As primeiras plantações de café no Sudeste foram cultivadas no Rio de Janeiro, em fins do século XVIII. Depois, a cafeicultura se expandiu, principalmente para São Paulo e Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná, chegando até o atual Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste.
Com a cafeicultura, a organização do espaço geográfico da Região Sudeste foi profundamente modificada:
1. Houve intenso crescimento das cidades;
2. A construção de ferrovias;
3. Houve um aumento populacional com as migrações internas e de estrangeiros, principalmente italianos;
4. Aumentou o número de casas comerciais e financeiras.
O chamado “ouro verde” enriquecia os barões do café, empresários e banqueiros. Foi essa riqueza que deu impulso à industrialização do país. Os lucros obtidos na cafeicultura foram investidos no setor industrial.
As ferrovias, construídas para transportar a produção cafeeira das fazendas até o Porto de Santos, tiveram grande importância no desenvolvimento econômico e na organização do espaço geográfico da Região Sudeste.
Por sua importância histórica na organização espacial do Sudeste, essas ferrovias deveriam ser preservadas, transformando-se em centros culturais e locais de visitação.
A partir do final da década de 1950, os governos brasileiros passaram a privilegiar a construção das rodovias.
Com o desenvolvimento da atividade industrial no país, as rodovias se tornaram uma necessidade para atender às demandas de entregas de mercadorias.
A opção pelas rodovias como principal meio de transporte, a partir da década de 1950, ocorreu em escala mundial, devido à expansão da indústria automobilística.
Nessa época, no Brasil, além da implantação da indústria de automóveis, ocorreu também a mudança da capital do país para a Região Centro-Oeste.








6 comentários:

gustavo henrique disse...

vlw.muito obrigaduuuuuuuuuu

๖ۣۜLéo disse...

vlw ajudo muitoooooooooo preciso pra um trabalho de geografia do meu colegio


--Leo--
--leosao95--

alexandre disse...

Brigado , Tenho Prova Disso Amanha O.o , Brigadão Acho Q Vai Me Ajudar

.Crazy for BTR ursula. disse...

Valeu mesmo! Essa foi a ultima questão da minha revisão de geografia... VALEU MESMO!!!

Fernanda disse...

É um ótimo conteúdo de aprendizagem, só acho ruim porque tem muita coisa para copiar rsrs, mas parabéns o blog é ótimo.

carolina naressi disse...

Muito obrigada vc me ajudou no que eu precisava!